terça-feira, 25 de novembro de 2008

“Quero estar longe da retórica da arte pela arte”

Saymon Nascimento - A TARDE On Line

Depois de quase um ano fora do País, o fotógrafo baiano Rogério Ferrari volta a Salvador para lançar, na quinta-feira, o livro e exposição Curdos - Uma nação esquecida, com fotografias tiradas em 2002 do povo desterritorializado pela opressão do Iraque e da Turquia. O livro faz parte do projeto Existências/Resistências, que Ferrari dedica a nações que lutam pela autodeterminação e pela terra, o que permite uma relação dos curdos com os zapatistas mexicanos, o MST, os saarauis e os palestinos. Em entrevista ao repórter Saymon Nascimento, Ferrari anuncia o fim do projeto e revela os dois novos temas com que deve trabalhar num futuro próximo. Não é uma mudança de rumo. Para ele, a fotografia sempre mostrará seu posicionamento político diante da vida.

Ler em:
http://www.atarde.com.br/vestibular/noticia.jsf?id=1016298

Nenhum comentário: